Vídeos

Loading...

terça-feira, 10 de outubro de 2017

SERRA TALHADA SEDIARÁ ENCONTRO DE ÁUDIOVISUAL


SERRA TALHADA SEDIARÁ ENCONTRO DE ÁUDIOVISUAL - O Conselho Consultivo do Audiovisual de Pernambuco, através da sua REPRESENTAÇÃO REGIONAL DO SERTÃO, está convocando todos os produtores culturais da Macrorregião para participarem de reunião que terá como pauta a Renovação da Representação Regional no CCAUPE, conforme detalhamento abaixo:

Data: 25 de Outubro de 2017
Horário: Das 14h às 18h
Local: Serra Talhada / CEU das Artes (Bairro Caxixola).

Sobre o CONSULTIVO DO AUDIOVISUAL de Pernambuco

Criado com a Lei 15.307/2014 – a Lei do Audiovisual de Pernambuco – o conselho é composto por 18 membros efetivos e 18 suplentes, de forma paritária, com representações governamentais e da sociedade civil.

O Conselho tem a finalidade de proporcionar a participação democrática da sociedade no desenvolvimento de políticas públicas que garantam a promoção, o fomento e o incentivo ao audiovisual no Estado. Os membros têm mandato de dois anos, podendo ser reconduzidos, uma única vez, por igual período.


O encontro é articulado e mobilizado pela Milena Evangelista,   Coordenadora de Audiovisual da SECULT/PE e por Shirley Hunther e Matheus Lins, Assessores da Coordenadoria de Audiovisual da SECULT/PE.

segunda-feira, 9 de outubro de 2017

HOSPEDE-SE NA CAPITAL DO XAXADO

O 13º ENCONTRO NORDESTINO DE XAXADO acontecerá nos dias 01, 02, 03, 04 e 05 de novembro, incluindo, nesse caso um belo feriadão. Então, quem vem a Serra Talhada poderá visitar o MUSEU DO CANGAÇO, na Estação do Forró, adquirir lindas peças de artesanato e se hospedar em excelentes hotéis e pousadas. Faça sua reserva e sinta-se em casa, na Capital do Xaxado.




POUSADA LAMPIÃO
Custódio Conrado Lorena e Sá, 915 (Em frente ao Estádio Pereirão)
Serra Talhada – PE
Fone: 87 38311402

Rua Enock Ignácio de Oliveira, 1204
Nossa Senhora da Penha, Serra Talhada - PE
 (87) 3831-1223

HOTEL ROTA DO SERTÃO
Av. João Gomes de Lucena, 3820 (BR 232)
São Cristovão - Serra Talhada – PE
Fone: 87 38317222


POSTO E HOTEL DO VALE
Rua Comandante Superior, 1213 (Próximo a Praça Lampião)
Nª. Srª. Da Penha - Serra Talhada – PE
Fone: 87 38311444

HOTEL FRONTAL DA SERRA
Av. Miguel Nunes de Sousa, 360 – A (Próximo a Rodoviária)
São Cristovão - Serra Talhada – PE
Fone: 87 38318060

HOTEL IMPÉRIO DA SERRA
Av. Afonso Magalhães, 445 (Próximo a Faculdade FAFOPST)
Nª. Srª. Da Penha - Serra Talhada – PE
Fone: 87 38315216

HOTEL SÃO CRISTOVÃO
Av. João Gomes de Lucena, 3478 (BR 232)
São Cristovão - Serra Talhada – PE
Fone: 87 38319400/38319440

Praça Doutor Sérgio Magalhães, 742
Centro , Serra Talhada - PE
 (87) 3831-1560

POUSADA DA SERRA
Rua Dr. Ademar Xavier, 1055
Nossa Senhora da Conceição, Serra Talhada - PE
 (87) 3831-1536

Rua Enock Ignácio de Oliveira, 828 - Andar Primeiro
Nossa Senhora da Penha, Serra Talhada - PE
(87) 3831-1339

POUSADA ACONCHEGO NORDESTINO
Bairro: Borborema Serra Talhada pe
Cidade: Serra Talhada / PE
Telefone: (87) 3831-7221


MAIS TRÊS CIDADES DO SERTÃO DO PAJEÚ VIVENCIAM O PROJETO PASSEANDO PELA HISTÓRIA – MUSEU DO CANGAÇO

 
Nos próximos dias 16; 18 e 23 de outubro as cidade de Flores e Santa Cruz da Baixa Verde e Triunfo, respectivamente desembarcam no município de Serra Talhada, terra natal do cangaceiro Lampião, para reviver as histórias do Cangaço e descobrir curiosidades à cerca da Capital do Xaxado, por meio do projeto “Passeando pela História – Museu do Cangaço”, que teve início em abril e segue até novembro contemplando 17 municípios. O projeto que tem Patrocínio da Caixa Cultural é direcionado aos professores e estudantes das escolas públicas do Sertão do Pajeú, que além de conhecer a história do seu povo, vão vivenciar lugares que foram palcos de acontecimentos históricos entre Virgolino Ferreira e seus inimigos.
O ponto de partida da aula/aventura/passeio é o Sítio Passagem das Pedras – onde nasceu Lampião. Nesse percurso, os estudantes conhecem o roteiro “Nas Pegadas de Lampião”, que passa pelas Pedras da Emboscada, onde aconteceu o primeiro confronto armado entre a família os Ferreira e Zé de Saturnino (seu primeiro inimigo), a Casa Grande da Fazenda Pedreira (palco de memoráveis confrontos com cangaceiros) e desemboca na Casa de dona Jacosa, avó materna de Lampião, ali, ele nasceu e viveu até sua maioridade. 
Voltando a Serra Talhada, a visita começa na Praça Agamenon Magalhães, que originou o município (marco zero) e mantém os casarios construídos nos séculos XVIII e XIX. Igreja do Rosário, Matriz da Penha e Casa da Cultura – Museu da Cidade, que conta com muitas histórias e lendas que permeiam o imaginário popular e onde os jovens terão contato com o acervo cultural da cidade.
A maior parte da programação é no Museu do Cangaço, o maior do gênero no Brasil, que funciona na antiga estação ferroviária (prédio de 1957) e que têm fotos e objetos, como utensílios domésticos, armas, livros, filmes e documentários sobre os cangaceiros, as volantes e outros personagens que foram parte forte da história do cangaço e do nordeste brasileiro.
Os visitantes são recebidos por monitores que narram alguns fatos nesse passeio pela história. Alunos e visitantes participam de uma palestra com o pesquisador e escritor do cangaço, Anildomá Willans de Souza, que têm quatro livros publicados sobre o tema.
É servido um almoço com a culinária típica sertaneja e a aula/aventura/passeio é finalizada com uma apresentação do Grupo de Xaxado Cabras de Lampião, dança criada pelos cangaceiros.
O Projeto PASSEANDO PELA HISTÓRIA - MUSEU DO CANGAÇO tem o patrocínio da CAIXA CULTURAL, da Caixa Econômica Federal / Governo Federal.


MAIS INFORMAÇÕES
Telefones: (87) 3831-3860 / 99938-6035

sábado, 7 de outubro de 2017

PROGRAMAÇÃO DO 13º ENCONTRO NORDESTINO DE XAXADO


O BRASIL CELEBRA SUA CULTURA NO 13º ENCONTRO NORDESTINO DE XAXADO
Encontro em Serra Talhada reunirá grupos de xaxado de todo nordeste e convidados do sul e norte.
A Fundação Cultural Cabras de Lampião (Ponto de Cultura) anuncia as novidades e a programação completa do 13º Encontro Nordestino de Xaxado, que acontecerá nos dias 01, 02, 03, 04 e 05 de novembro, na Estação do Forró, com polos no CEU DAS ARTES, na Feira Livre e em Escolas públicas, em Serra Talhada – Sertão do Pajeú, com incentivo do FUNCULTURA / FUNDARPE / SECRETARIA DE CULTURA / GOVERNO DE PERNAMBUCO.
O evento, realizado desde 2002, é um dos mais importantes do interior do estado e reúne grupos para apresentações, além de Oficinas de danças, palestra sobre Patrimônio, feira de artesanatos da região, mostra de comedoria sertaneja, apresentações musicais, passeio turístico ecológico ao Sítio Passagem das Pedras (onde nasceu Lampião) e a Fazenda Pedreira (do primeiro inimigo de Lampião, Zé Saturnino) e o Baile Perfumado, no Clube da Fazenda São Miguel, com Assisão.
Cleonice Maria, presidente da Fundação Cabras de Lampião, revela que houve um cuidado especial em cada detalhe da programação deste ano. Desde os locais que receberão as apresentações, até os Grupos e Cias convidados para participarem da festa.

“Esse ano o Encontro Nordestino de Xaxado, o bicentenário da Revolução Pernambucana e 120 anos de nascimento de Lampião, tudo foi pensado nesse contexto. Os locais onde acontecerão os espetáculos são espaços emblemáticos na batalha cultural de Serra Talhada: A Estação do Forró, principal polo de apresentações, está instalado o Museu do Cangaço, o Parque de Esculturas Ronaldo Aureliano e a Academia Serra-talhadense de Letras. O Pátio da Feira Livre   tem uma relação íntima com a história do grupo, foi onde tudo começou, onde os Cabras de Lampião fizeram sua primeira apresentação. Nas escolas,  são lugares que sempre abriram as portas para que pudéssemos ensaiar, nos reunir e construir essa história. O Ceu das Artes, expressão de conquista por espaço de qualidade para fruição de produção artística. Os grupos que foram selecionados e convidados esse ano são grupos que têm trajetória de luta e resistência em suas cidades e região, que conhecemos nas estradas da cultura, nos festivais e que sempre contribuíram bastante com nossa caminhada” 

XIII ENCONTRO NORDESTINO DE XAXADO
Dias 01, 02, 03, 04 e 05 de novembro de 2017  - Serra Talhada – Pernambuco - Brasil
ESTAÇÃO DO FORRÓ

Dia 01.11 – Quarta feira
18 h: Feira de Artesanatos e Livros do Cangaço.
19h30min –
1.    GRUPO DE XAXADO GILVAN SANTOS,  (Serra Talhada/PE).
2.    CIA DE DANÇA RAÍZES DA PAZ, (Ivoti/RS).
3.    GRUPO DE XAXADO ESTRELAS DO SERTÃO, (Piranhas - AL).
4.    GRUPO TRAMELA CULTURAL, com o espetáculo DIÁRIO DE UM PASSISTA e o SERTÃO FREVO,  (Serra Talhada/PE).
5.    GRUPO PARAFOLCLÓRICO FRUTOS DO PARÁ, (Belém/PA).
6.    Apresentação musical: Pernambuquês.

Dia 02.11 – Quinta feira
18 h: Feira de Artesanatos e Livros do Cangaço.
19h30min:
1.    GRUPO DE XAXADO ZABELÊ, (Serra Talhada/PE).
2.    GRUPO MISTURA PERNAMBUCANA, (Serra Talhada/PE).
3.    TROPA DE DANÇAS REGIONAIS, (Joca Claudino/PB).
4.    GRUPO DE TRADIÇÕES FOLCLÓRICAS MOENDA,  (Areia/PB).
5.    GRUPO DE DANÇA XAXADO, (Parnamirim/RN).
6.    Apresentação musical: Forró 1000.

Dia 03.11 – Sexta feira
18 h: Feira de Artesanatos e Livros do Cangaço.
19h30min:
1.    GRUPO DE DANÇAS AS BELAS DA VILA, (Serra Talhada/PE).
2.    TROPEIROS CIA DE DANÇA COM BAIXINHOS DOS OITO BAIXOS E MESTRA CRISTIANE MOTA, (Vicência/PE).
3.    GRUPO DE XAXADO CANGACEIROS DE VILA BELA, (Serra Talhada/PE).
4.    CIA DE DANÇA RAÍZES DA PAZ, (Ivoti/RS).
5.    GRUPO PARAFOLCLÓRICO FRUTOS DO PARÁ, (Belém/PA).
6.    ASSOCIAÇÃO TXAI CULTURA E ARTE, (Fortaleza/CE).
7.    Apresentação musical: Assisão.

Dia 04.11 – Sábado
18 h: Feira de Artesanatos e Livros do Cangaço.
19:30min:
1.    GRUPO DINÂMICO CULTURAL, (João Pessoa/PB).
2.    CIA DE DANÇAS RAÍZES DA PAZ, (Ivoti/RS).
3.    GRUPO DE TEATRO E XAXADO NA PISADA DE LAMPIÃO,  (Poço Redondo/SE).
4.    GRUPO DE XAXADO CABRAS DE LAMPIÃO (Serra Talhada/PE).
5.    ASSOCIAÇÃO TXAI  CULTURA E ARTE,  (Fortaleza/CE).
6.    GRUPO DE TRADICÕES FOLCLÓRICAS RAÍZES NORDESTINAS,  (Fortaleza/CE).
7.    GRUPO DE CULTURA NATIVA TROPEIROS DO BORBOREMA, (Campina Grande/PB).
8.    GRUPO PARAFOLCLÓRICO FRUTOS DO PARÁ, (Belém/PA).
9.    Apresentação musical: As Severinas.

ÁREA DE ALIMENTAÇÃO DA FEIRA LIVRE

Dia 01.11 – Quarta feira:
10 h
·         FUNDAÇÃO CULTURAL AFRO BRASILEIRA NEGO CAPOEIRA, (Serra Talhada /PE).
·         GRUPO DE XAXADO ZABELÊ,  (Serra Talhada/PE).
·         GRUPO PARAFOLCLÓRICO FRUTOS DO PARÁ, (Belém/PA).

Dia 02.11 – Quinta feira
10 h
·         GRUPO DE TRADIÇÕES FOLCLÓRICAS MOENDA,  (Areia/PB).
·         GRUPO DE DANÇAS XAXADO, (Parnamirim/RN).
·         GRUPO DE XAXADO ESTRELAS DO SERTÃO, (Piranhas - AL). 
·         TROPA DE DANÇAS REGIONAIS, (Joca Claudino/PB).

Dia 03.11 – Sexta Feira
10 h
·         CIA DE DANÇAS RAÍZES DA PAZ,  (Ivoti/RS).
·         GRUPO DE  DANÇAS PARAFOLCLÓICOS FRUTOS DO PARÁ,  (Belém/PA).

Dia 04.11 – Sábado
10 h
·         TXAI CIA DE DANÇAS POPULARES, (Fortaleza/CE)
·         CIA DE DANÇAS TROPEIROS, (Vicência/PE)
·         GRUPO DINÂMICO CULTURAL – (JOÃO PESSOA/PB).
·         GRUPO DE TRADIÇÕES FOLCLÓRICAS RAIZES NORDESTINAS, (Fortaleza/CE).

POLO COLÉGIO IRMÃ ELIZABETE

Dia 01.11 – Quarta feira:
09 h
·         GRUPO DE DANÇAS AS BELAS DA VILA,  (Serra Talhada/PE).
·         CIA DE DANÇAS RAÍZES DA PAZ,  (Ivoti/RS).

POLO DO CEU DAS ARTES

Dia 01.11 – Quarta feira:
19 30 min.
·         GRUPO DE TRADIÇÕES FOLCLÓRICAS MOENDA, (Areia/PB).
·         TROPA DE DANÇAS REGIONAIS, (Joca Claudino/PB).
·         GRUPO DE DANÇAS XAXADO, (Parnamirim/RN)


Dia 02.11 – Quinta feira
19 30 min.
·         FUNDAÇÃO CULTURAL AFRO BRASILEIRA NEGO CAPOEIRA, (Serra Talhada /PE).
·         CIA DE DANÇAS RAÍZES DA PAZ, (Ivoti/RS).
·         GRUPO PARAFOLCLÓRICO FRUTOS DO PARÁ, (Belém/PA).


Dia 03.11 – Sexta Feira
19 30 min.
·         GRUPO DINÂMICO CULTURAL, (João Pessoa/PE).
·         GRUPO TRAMELA CULTURAL, com o espetáculo SERRA FREVO, (Serra Talhada/PE).
  •      GRUPO DE TRADIÇÕES FOLCLÓRICAS RAIZES NORDESTINAS, (Fortaleza/CE).

.


MUSEU DO CANGAÇO
Dias 01, 02 e 03, das 14 às 16 horas: Oficina de Xaxado.
Facilitadora: Simone Alves


MUSEU DO CANGAÇO
Dia 01, das 8:30 min. às 12 horas: SEMINÁRIO  PATRIMÔNIO EM CURSO.
Facilitadora: Joana D’arc Ribeiro e Uenes Gomes Pereira.


CEU DAS ARTES – CAXIXOLA
Dias 02, 03 e 04 das 14 às 16 horas: Oficina de Frevo.
Facilitador: Gil Silva

SÍTIO PASSAGENS DAS PEDRAS

Dia 05.11 – Domingo
08 h – Passeio Turístico NAS PEGADAS DE LAMPIÃO:
·         Nas Pedras onde aconteceu o primeiro combate entre a família Ferreira e Zé Saturnino.
·         Nas ruínas da antiga Casa Grande da Fazenda Pedreira.
·         Sítio Passagem das Pedras – Onde nasceu Lampião.
Roda de Xaxado.

10 h – Clube da Fazenda São Miguel:
·         Baile Perfumado: Cabras e Caboclos. Projeto de Intercâmbio entre o Maracatu Estrela de Ouro e os Cabras de Lampião.
·         Forró e Xaxado, com Assisão.


FUNDAÇÃO CULTURAL CABRAS DE LAMPIÃO
Estação do Forró – Vila Ferroviária
Serra Talhada – Pernambuco – Brasil
Telefones: (87) 3831 3860 e 99938 6035
Site: www.cabrasdelampiao.com.br


segunda-feira, 2 de outubro de 2017

CLEONICE MARIA: A MULHER QUE ENDURECE O CORAÇÃO SEM PERDER A TERNURA

                       
CLEONICE MARIA é o nome artístico de Cleunice Maria dos Santos, mãe de dois filhos: Karl Marx e Sandino Lamarca, companheira do historiador, ator e homem multifacetado Anildomá Willans de Souza. Nós a chamamos simplesmente de Cleonice. Mulher de enormes qualidades e de dedicação total a tudo que faz na área artística. Além da arte, ela atua na política com uma consciência que poucas mulheres da sua geração possuem.

                        Sua história no mundo da arte popular e da cultura começa no ano de 1988, quando passa a dedicar sua vida ao mundo artístico com seu talento de atriz, representando com garra e muito talento a personagem MARIA, na peça Acorda, José!, encenada e dirigida por seu esposo Domá, que naqueles tempos administrava o MTP – Movimento de Teatro Popular em Serra Talhada, trazido por ele da capital pernambucana em 1987. O espetáculo era muito simples e dialogava diretamente com o público.
A personagem Maria interpretada por Cleonice representava todas as mulheres sofredoras, por assim dizer: do mundo. É digna de nota, que neste espetáculo, ela demonstra toda sua capacidade de mulher e atriz porque representou, antes e durante sua gravidez e, logo após o parto, já estava prontinha para seguir representando a Maria com naturalidade e todo o frescor e sofrimento que a personagem exigia da interprete.
Neste período da gravidez, era muito interessante observar a preocupação das mulheres da plateia em observar as destrezas dela com aquela enorme barriga fazendo piruetas em cena, pois ela trabalhou até bem próximo de ir ao hospital ter o seu primogênito – Karl Marx, hoje grande dançarino/ator/poeta/produtor e seu escudeiro fiel frente à Fundação Cultural Cabras de Lampião.
O espetáculo Acorda, José!, foi apresentado por vários lugares. Como se tratava de uma encenação de cunho popular a trupe se apresentava em praças públicas, auditórios, teatros e na zona rural nos alpendres das casas nas fazendas, salas de escolas e em baixo de árvores. Ainda quanto ao espetáculo Acorda, José! é importante salientar que dada à imensa identificação com os problemas do povo, pois ele falava da falta de moradia, fome, pobreza e a invasão da identidade nacional constituiu-se na peça teatral mais apresentada de Serra Talhada.
Outro grande trabalho de Cleonice, foi na peça João Grilo, numa adaptação de Anildomá do Cordel de autoria de João Ferreira de Lima (1902-1973). Ela interpretava certa namorada de João Grilo que fazia o pessoal morrer de tanto rir. Em 1991, os serra-talhadenses assistem outra grande atuação dela no espetáculo A Formiga Fofoqueira, texto de Carlos Nobre e ainda no MTP; mais uma vez, Cleonice cria uma encantadora e inesquecível “formiga” com muita graça e sagacidade.
“Era encantador assistir aquela tão maldosa vilã enganando o Velho Seu Confusolino (Domá), a Dona Alface (Maria Aparecida) e o Espantalho (Gilvan Santos). Com esse espetáculo, o MTP inovava na produção porque era a primeira vez que o grupo mostrava uma peça para o palco em nossa cidade e também especialmente direcionada para o público infanto-juvenil”. Relembra Modesto de Barros, contra regra nesta peça.
O MTP – Movimento de Teatro Popular deixa de existir para dá lugar ao Grupo de Xaxado Cabras de Lampião, fundado por ela, seu companheiro Domá e demais membros. É no Grupo de Xaxado Cabras de Lampião que ela vai brilhar como a Maria Bonita e o seu irmão Gilvan Santos como o Lampião, formando o casal de dançarino mais importante da existência do grupo – sem falsa modesta – até os dias atuais.
Em 2010 – Faz a narração do Documentário em DVD “Xaxado – A Dança de Cabra Macho”.  No ano de 2015 integra o elenco do Filme “Papo Amarelo – O Primeiro Tiro” e em 2017 participa do Curta “Lampião e o Fogo da Serra Grande”. Mais o lugar onde ela gosta de está é na produção e execução dos projetos; gerando trabalho e renda para os mais de 30 associados e colaboradores da Fundação Cultural Cabras de Lampião.
A História do Grupo de Xaxado Cabras de Lampião se confunde com a história dessa mulher/artista que por cinco anos representou a Maria Bonita no espetáculo que percorre todo o Brasil e o exterior. É coreógrafa e coordenadora do grupo desde sua criação há 22 anos. Está no segundo mandato de quatro anos, como presidente da Fundação Cultural Cabras de Lampião, ela se tornou uma das maiores produtora cultural do nordeste e já faz trabalhos de produção fora de seu território. Aqui na Capital do Xaxado produz e realiza à frente da FCCL eventos de grande porte como O Encontro Nordestino de Xaxado que chega a sua décima terceira edição, O tributo a Virgolino – a Celebração do Cangaço e O Mega Espetáculo O Massacre de Angico – a Morte de Lampião.
Cleonice Maria é essa pessoa que dedica seu tempo fazendo o que mais gosta – servir à cultura. Diga-se de passagem, uma cangaceira nessa empreitada, mulher, negra e artista pajeuzeira, porque descobriu sua vocação e carreira as margens do Rio Pajeú que corta o município de Serra Talhada e vai desembocar no São Francisco. Ela se diz privilegiada em tudo que fez e continua fazendo. Vida que Segue!

Por Carlos Silva com a colaboração de Modesto de Barros.